20070708

POR FALAR EM TURISMO...

Por falar em promover o Turismo como forma de desenvolvimento regional, vejam esta notícia... Excelente!

"IT is midday in Aveiro, a surprisingly cosmopolitan fishing town on northern Portugal's Rota da Luz, the Route of Light." http://travel.nytimes.com/2007/06/24/travel/24next.html

4 comentários:

migas (miguel araújo) disse...

Cara Espectadora Atenta.
Melhor que a notícia publicada no New York Times foi a polémica gerada em torno da mesma, mais concretamente em relação a uma das "imagens" de marca da cidade - A Praça do Peixe, entre a actual vereação autárquica e o ex-presidente da câmara. E ainda dura, prevendo-se durar mais alguns dias (que mais não seja para que o jornal Diário de Aveiro faça mais alguns tostões).

Espectadora Atenta disse...

Caro Miguel

Bem vindo ao Norteamos... É um prazer sr sua "colega". Aveiro é uma cidade que gosto bastante embora eu seja do Porto. Quanto a essas "lutas" que exp^os, desconheço, mas que gostei muito de ver Aveiro promovida no New York Times, lá isso gostei!
Sei que existem alguns fait divers na autarqui aveirense, mas este que aqui fala eu desconheço...
Um abraço

Pedro Menezes Simoes disse...

Migas, quer explicar que polémicas são essas?

migas (miguel araújo) disse...

Claroo que explico.
A polémica centra-se no confronto verbal (logicamente) entre o Dr. Alberto Souto - Ex.Presidente da CMA e supostamente entre o actual Presidente Dr. Élio Maia, mas que tem tido o rosto no seu vice-presidente Eng. Carlos Santos.
Remontam ainda aos vestígios polémicos da situação (que se sabe ser bastante grave) financeira da autarquia. Mas que agora se transformaram em polémicas sobre património cultural (a tal Praça do Peixe - que é um dos pontos de atracção da cidade desde os tempos mais idos), a gestão dos mercados públicos e um projecto que se encontra parado que diz respeito aos táxis Ria (projecto implementado cerca de dois meses antes das eleições). Acontece que o confronto polítco tem roçado (diga-se de passagem á boa maneira aveirense - recordemos José Estêvão, Homem Cristo pai e filho, os Congressos Democráticos antes do 25 de Abril) o ataque pessoal, felizmente dentro de alguns limites, mesmo que sem algum bom senso.
A questão é que tais confrontos tem servido mais para nosso gáudio e leitura quase que obrigatória do Diário de Aveiro, do que propriamente para se defenirem estratégias, posicionamentos concretos e a tomada de acções sustentadas.
Enfim... tem sido um início de verão com alguma nortada (na metereologia e na política local.
Abraços

Leituras recomendadas