20070711

Autofagia?

O futebol, às vezes, é uma metáfora da sociedade.

Porque é que é no Porto que se concentram alguns dos mais ferozes críticos do FCP e dos portistas? E em Braga que se reúnem os maiores detractores do SCB e dos braguistas?

16 comentários:

Jose Silva disse...

Pedro,

Um dia destes vou escrever por aqui sobre futebol. Também sou crítico do FCP, mas não no futebol propriamente dito. Depois você compreenderá.

Realista disse...

Talvez seja porque são os que mais sofrem com os disparates ditos e feitos por esses clubes e pelos seus adeptos menos contidos.

Os portuenses em geral vêm sendo confundidos com os portistas muito por culpa destes últimos que se apoderam do Porto (cidade) como se fosse seu.

Sou portista e ainda assim sou muito crítica relativamente a algumas atitudes tomadas pelos portistas mais ferrenhos e mesmo pelos dirigentes do FCP, mais crítica até do que se não fosse portista.

Também sou portuense, por isso me custa que volta e meia se verifiquem desacatos na nossa cidade porque as ruas são tomadas por fundamentalistas futebolísticos.

Do Braga não falo porque pouco poderei dizer sobre essa questão...

Quanto às críticas aos portistas, bom, criticamos o que nos está mais próximo, o que nos afecta mais directamente... Importamo-nos, daí sermos críticos. Não creio que tenha qualquer semelhança com a autofagia...

Pedro Morgado disse...

O que é engraçado é que os clubes de Lisboa têm exactamente os mesmo vícios e por lá protegem-os bem.

Pedro Menezes Simoes disse...

"Os portuenses em geral vêm sendo confundidos com os portistas muito por culpa destes últimos que se apoderam do Porto (cidade) como se fosse seu."

Vejo mais uma tentativa externa de colagem dos portuenses ao "portismo", bem como a maioria da população que não compreende bem a diferença.

Agora, é de esperar que quem ama o clube da sua cidade também ame a sua cidade. Isso nada tem de estranho ou provinciano. É a ordem natural das coisas.

Pedro Menezes Simoes disse...

Já agora, porque é que (noutros blogues) sempre que faço uma crítica ao Estado Central não demora muito até vir o comentário "lá estão os portistas outra vez". É que ainda por cima nem me conhecem de lado nenhum para saber que sou portuense, e nem sequer sou portista.

Realista disse...

Concordo que existe a tentação externa de confundir o "portismo" com o facto de ser portuense... Por vezes dá até bastante jeito.

"Agora, é de esperar que quem ama o clube da sua cidade também ame a sua cidade. Isso nada tem de estranho ou provinciano. É a ordem natural das coisas."

Com isso já não posso concordar.

Primeiro porque o FCP é apenas um dos clubes da cidade do Porto, não é o único. E, sinceramente, raramente ouço queixas contra os boavisteiros, por exemplo...

Por outro lado, não acho que se possam confundir reacções verdadeiramente territoriais com "amor à sua cidade". Um exemplo? O triste episódio da tomada da Av. dos Aliados quando o Benfica foi campeão no Bessa. Existem portuenses benfiquistas, e os Aliados não serão também seus?

Daí que, embora concorde que é um rótulo muitas vezes imposto externamente, não deixo de ver alguma ajuda dos próprios portistas ferrenhos nessa tarefa.

Quantro aos clubes de Lisboa, mencionados por Pedro Morgado...
Só posso dizer que deste blog espero bem mais do que apenas mais uma batalha Porto/Lisboa, essas já estão um pouco gastas...

Jose Silva disse...

PMS,

Os portuenses (AM) tem andado a dormir nas últimas dezenas de anos. Os portistas não.

Pedro Menezes Simoes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
migas (miguel araújo) disse...

Pedro Morgado
Perdoe-me se isto descanbar para algum exagero no número de caracteres. Mas o post a isso obriga.
Nasci há 41 anos na mais bonita terra de Portugal - Aveiro (ok, podem começar a “malhar”). Cidade com muitas coisas boas (ovos moles, enguias, peixe, moliceiros, a Ria e o Rio Vouga, as Salinas, a proximidade ao Mar, etc) e com gente muito, mas mesmo muito boa, culta e inteligente (ok, “malhem” mais uma vez, e não quero desfazer ninguém, muito menos os ilustres companheiros deste espaço).
Mas tenho, por razões afectivas e familiares (que o José Silva acabou por descobrir sem eu saber ainda como), um ligação quase tão forte como a vossa à “causa” do Norte. E repito “à causa do Norte” porque não concordo com a realista quando diz que as “batalhas entre o Porto/Lisboa já estão gastas”. Longe disso. Isto muito por causa da costela paterna minhota (Braga) e a materna transmontana (Ribeira de Pena).
Obviamente nascido em Aveiro, tenho por “devoção” o Beira Mar. Tal não invalida que não seja “portista” (FCP) por opção.
E esta questão que o Pedro levanta não me parece assim tão cósmica. Há em todo o lado uma “colagem” das associações, nomeadamente das desportivas (e pela projecção existente, das futebolistas) à sociedade e ao meio onde se inserem. Não é pois de estranhar toda a envolvência entre o futebol, a política e a economia. É pedir muito à condição humana que dispa em vários momentos vários “casacos” ou “peles”. É humanamente quase que impossível. Daí que exista este tipo de colagem.
No caso da cidade da Porto é evidente a colagem (com todo o respeito e mais algum para com os outros clubes) da cidade ao clube mais representativo e mais emblemático. Àquele que gera mais controvérsias, mais paixões e que está mais identificado com a “causa” nortenha.
O contrário é pura demagogia.
Era o mesmo que pedir que os aveirenses não se identificassem com o Beira Mar e que este não fosse o símbolo desportivo da cidade e da região, pela sua história.
Quanto aos desacatos na cidade e conectados com os “portistas” que a Realista refere, essa questão ultrapassa o fervor clubista e a paixão de cidadania. É uma questão de civismo e de cultura.
Concordo perfeitamente com o que o Pedro Menezes refere: quem ama o seu clube, ama a sua cidade. E vou mais longe… quem ama o seu clube, ama a sua região e a sua causa.

SUEVO disse...

Na cidade do Porto podem ser criticos do FCP desde que sejam adeptos do Boavista, do Salgueiros, do Foz, do Ramaldense.

Agora serem contra o FCP para apoiarem os clubes da Mouraria é muito pior que autofagia...

Quanto ao Pinto da Costa, pode não se gostar do estilo nem dos metodos, é legitimo, mas a verdade é que deve ter sido o UNICO a conseguir tirar o poder a Lisboa e traze-lo para o Porto, colocando inclusive a sede de organismos nacionais (LIGA) no Porto.

Dizia há tempos Pinto da Costa que, depois de reformado, talvez se retirasse para Angola (ou, pelo menos, atribuiram-lhe essa intenção). A ser verdade, não lhe gabo o gosto na escolha, mas compreendo-lhe a acção. Nesta "patria lusitana" o ar é há muito tempo irrespirável.

SUEVO disse...

Fala-se de Braga...

O maior clube de BRAGA é o Sport LISBOA.

Há alguns anos o Braga eliminou o Sport LISBOA da Taça, perguntei a um amigo Bracarense:

"Então houve festa em Braga" ?

E ele

"Achas que sim? Aqui o que há mais é benfiquistas"

O Sport LISBOA quando joga no "norte" enche os campos, mas não é com os adeptos vindos da mouraria, mas sim com os vassalos que existem por cá.

Apoiam os clubes de Lisboa (que são duma cidade muito pobre coitados) contra os da sua propria região.

SUEVO disse...

Respondendo concretamente à pergunta:

"Porque é que é no Porto que se concentram alguns dos mais ferozes críticos do FCP e dos portistas?"

A resposta é simples.

Porque são benfiquistas. E para o Pedro Simões não se sentir descriminado, tudo bem, porque para além dos benfiquistas existe um ou outro sportinguista.
E atenção, a maioria dos que se dizem leixonenses, bracarenses e afins são na realidade benfiquistas encapotados.
Como o verdadeiro amor deles está longe (LISBOA) escondem-se atras do Leixões e doutros clubes e da capa do "anti-portismo" para esconder aquilo que verdadeiramente são.

SUEVO

SUEVO disse...

"Nesta "patria lusitana" o ar é há muito tempo irrespirável."

Eu queria dizer que para Pinto da Costa o ar é há muito tempo irrespirável.

E acrescento mais, todos aqueles que tentarem enfrentar "lisboa" arriscam-se a que o ar também se torne irrespirável para eles.

Pedro Menezes Simoes disse...

"E para o Pedro Simões não se sentir descriminado, tudo bem, porque para além dos benfiquistas existe um ou outro sportinguista."

Obrigado! Mas eu não costumo criticar o FCP. Nem os portistas em particular. É que hooligans há em todos os clubes. É preciso chamar os bois pelos nomes.

A apropriação de espaço urbano pelas claques nada tem de portista, benfiquista, sportinguista, etc. É puro hooliganismo. E é assim que deve ser chamado.

Calaico disse...

até no futebol se vê as consequencias do centralismo.

Em Braga e no Norte a quantidade de Benfiquistas e Sportinguistas que ha.. é mesmo so possivel com muita arte e engenho por parte de um estado central.

Põe os Galaicos a pensar que são lusitanos e a torcer pelos clubes da mouraria.

E para quem costuma dizer que é mentira que os nortenhos pensem ser lusitanos, vejamos o extremo do ridiculo..
A noticia é sobre a Copa Gallaecia, competiçao apenas com selecções Galaicas da Galiza e Norte de Portugal. Nem sequer entram selecções do Douro ao Mondego que actualmente essas sim podemos considerar Galaicas por estarem quase desertas e terem sido repovoadas massivamente apos a reconquista.
E vejamos o que um jornal de Tras os Montes diz:
"Titulo: Luso-Galaico definido
-Vigo sagra-se campeão e penaltis roubam 3º lugar a AF Bragança"

Reparem a competição é apenas de selecções Galaicas, mas como o nosso ensino e a propaganda do nosso país nos ensina que somos todos Lusitanos, até um orgao de comunicação social, o que é inaceitavel, cai no ridiculo a dizer que a competição é Luso-Galaica.

Com este centralismo claro que somos todos lusitanos e renegamos e temos profundo odio às nossas origens, é so ver os 2 posts que Jose Silva fez contra a Galiza e os que defendem a identidade do norte, quer unido à Galiza quer o simples norte independente.
E claro este centralismo também faz com que a maioria seja de clubes de Lisboa. Havera algum país na europa onde haja tanto adepto de clubes de outra região?? Até gostava de saber.

Calaico disse...

esqueci-me de referir a noticia que diz que o torneio Galaico é Luso-Galaico
http://www.jornalnordeste.com/index.asp?idEdicao=175&id=7131&idSeccao=1620&Action=noticia
podem conferir

Leituras recomendadas