20070703

Potenciais líderes para o Norte.

Eis uma lista de potenciais líderes para o Norte. Trata-se de uma listagem de personalidades de quem se espera que tenham (e muitos deles já têm) uma atitude de liderança, promovendo a mobilização necessária para o desenvolvimento do Norte, baseada numa nova atitude.

Notas prévias:
1. A lista está aberta e cabem lá muitos mais nomes. Aceitam-se sugestões!
2. Por motivos de simplicidade, ordenaram-se os nomes por ordem alfabética, sem os respectivos títulos académicos
3. NÃO é uma lista de candidatos a um eventual futuro Governo de um futuro Norte regionalizado. Trata-se apenas de elencar pessoas que, na sua área de intervenção podem fazer a diferença.

Ora aqui vai:

Alexandre Quintanilha
António Lobo Xavier
Artur Santos Silva
Belmiro de Azevedo
Daniel Bessa
Elisa Ferreira
Ludgero Marques
Luis Filipe Menezes
Luis Portela
Manuel Sobrinho Simões
Maria de Sousa
Miguel Cadilhe
Miguel Portas
Paulo Cunha e Silva
Paulo Mendo
Paulo Rangel
Pedro Burmester
Rui Rio
Rui Moreira
Teresa Lago


Convém, neste ponto, afirmar que sou contra o D. Sebastianismo e que o desenvolvimento depende da atitude e dos comportamentos que cada um de nós tem no dia a dia. Basta que incluamos esse contributo individual como um objectivo pessoal.

14 comentários:

Pedro Menezes Simoes disse...

Compreendo o propósito. No fundo, são as pessoas relevantes que devíamos tentar juntar numa mesa para definir planos de acção para a região. Confesso que tenho algumas reticências quanto ao peso de alguma(s) pessoa(s), bem como me parece que a lista pode ser bastante mais extensa. Mas o objectivo mesmo é dar-mos mais umas sugestões: ficam aqui então mais algumas: Alberto Castro (responsável pela Faculdade de Economia e Gestão da UCP), Paulo de Azevedo, Carlos Lage… o dono da Douro Azul (está-me a falhar o nome…)

Devíamos também incluir instituições (mas não empresas): Casa da Música (e neste sentido sugiro retirar o Pedro Brumester, que vale pela sua posição nesta instituição), Serralves, ADETURN (Turismo), AMP, ACP, AIMinho, AIDA (Aveiro), CCDR-N, câmaras municipais das capitais de distrito/principais cidades (Viana, Braga, Vila Real, Chaves, Bragança).

A lista que propôs está também muito centrada em figuras do Porto, mas o facto é que hoje em dia são as que têm maior notoriedade. Peço aos leitores/bloggers de outras localidades que acrescentem as vossas sugestões. Eu sugiro já o Daniel Campelo, que sempre procurou defender a sua região com unhas e dentes.

Parece-me que, no entanto, e tendo em conta as sugestões que dei, deveríamos evitar a palavra "líderes" (até para não causar confusão), mas usar antes uma expressão como elementos chave para a definição de uma estratégia para a região.

Alexandre Sousa disse...

Três mulheres? Só há 3 mulheres com capacidade de liderança no Norte???
Boa macha!

António Alves disse...

Não percam tempo com líderes. Enquanto não houver uma estrutura com organização e meios nada será possível. Chamem-lhe partido ou movimento, tanto me faz. Falta uma organização com programa, meios e militantes disposta a tomar o poder. Sem isso tudo não passa de conversa mole de pequeno burguês que se entretem na internet.

Espectadora Atenta disse...

Sugestão: Nenhum lider é capaz de realizar qualquer tipo de gestão ou obra sem um bom plano estratégico, sem metas, objectivos e os devidos meios...
Por isso, primeiro criem a "estrutura" ou movimento cívico e depois escolheremos o lider... Eu defenderia nomes como Belmiro de Azevedo, Miguel Cadilhe e Teresa Lago.
Também poderiam incluir na lista o nome da Odete Patricio...

Jose Silva disse...

Caro SG,

É uma bom de partida. Mas há que separar águas.

Se o objectivo é tomar o poder político, então só com um partido/movimento novo com sede a norte.

Se o objectivo é promover o desenvolvimento, então basta que cada um da sociedade civil seja mais interveniente e exigente. Isto é, que perca menos tempo com as contratações do futebol e mais tempo na análise da valorização do seu património imobiliário.

SG disse...

caros amigos,
claro que a lista tem dois (pelo menos) enviesamentos: o primeiro é ter muita gente da saúde, que eu conheço melhor; o segundo é ter gente mais mediática.

Por isso reforço a ideia de que a lista está MUITO INCOMPLETA!!!
Por prínncipio concordo com TODOS os nomes propostos.


O objectivo não é tomar o poder político, mas, de certa maneira espicaçar as elites do Norte para liderarem o debate de ideias para se parar de protestar contra o governo central. É uma questão de juntar as ideias (que estas pessoas são capazes de veicular) com o dinheiro que anda por aí e está a ser mal empregue, sem benefício da comunidade.

Fico muito contente por terem percebido o que eu queria dizer.

Venham mais nomes.

E aos nomeados, façam a vossa parte, que é merecer o respeito dos vossos concidadãos!

SG disse...

Em relação ao comentário do António Alves:
Eu acho que a "estrutura" que defende aparecerá inevitavelmente quando o movimento estiver a funcionar, ou seja. Sem líderes novos, com novas ideias e novas propostas, a "estrutura" será mais do mesmo, mais funcionalismo, mais CCRN, mais tachos. OS líderes de um projecto de mudança têm que o assumir com risco, até com paixão, como fazem os lideres de um negócio. têm que acreditar que é possivel mudar e colocar os seus conhecimentos ao serviço da comunidade.

Pedro: proponho que se façam as seguintes perguntas, por escrito aos nomeados:
1º Nomeie os 3 principais problemas do Norte de Portugal, na sua opinião
2º Diga o que faria para os resolver, se tivesse esse poder.
a) no curto prazo (5 anos)
b) no longo prazo (1 geração)


Seria interesante que neste blogue pudessem participar essas pessoas.

Adepto Portista disse...

Eu defendia o Pinto da Costa. Talvez tivessemos um lider à altura do Jardim e a pedir independencia para o norte :)

Pedro Menezes Simoes disse...

ok. Sugestão importante. Não incluir ninguém ligado (ou que tenha estado ligado) ao futebol.

Até porque no futebol estamos muito bem. E em breve o Braga dará mais uma ajuda.

Espectadora Atenta disse...

Concordo com o Colega Pedro Menezes... Não nomear ninguém do futebol!

Salem disse...

Rui Solheiro, eu pessoalmente gosto dele, é presidente da camara municipal de Melgaço, presidente da Comunidade Intermunicipal do Vale do Minho e presidente da dstrital do ps do distrito de Viana.
Francisco Araujo, presidente da CM dos Arcos de Valdevez, utilizou uma boa estratégia no campo industrial nos Arcos. É tambem president da Com Intermunicpal do Vale do Lima...Bem sei que a experiencia deles é mais do meio local, mas podiam ser uma mais valia..

fernando peres disse...

rui moreira, paulo rangel, lobo xavier, alberto ce castro, todos directores da acp. miguel cadilhe e santos silva andam por lá a falar de regionalização... há alguma coisa no ar, lá pelo palácio da bolsa. o josé silva tem razão isto com um partido ia mesmo.

Pedro Morgado disse...

Jorge Nunes (Presidente da Câmara de Bragança)

Sérgio Machado dos Santos (antigo Reitor da Universidade do Minho)

António Magalhães (Presidente da Câmara de Guimarães)

Pedro Menezes Simoes disse...

Reitor UPorto - José Marques dos Santos
Reitor UMinhho -António Guimarães Rodrigues
Reitora UAveiro - Maria Helena Nazaré
Reitor da UTAD - Armando Mascarenhas Ferreira

Salem - Faz todo o sentido ter responsáveis pelas comunidades intermunicipais!

Leituras recomendadas