20070701

BlogMinho: A Blogosfera ao Serviço do Desenvolvimento Regional (II)

Agradecendo o contributo aqui deixado por José Silva, publico as conclusões do 1º Encontro de Bloggers e Leitores de Blogues do Minho. Foram lançadas as bases para o crescimento e fortalecimento da influência da blogosfera minhota, do seu espaço de acção e do seu alcance político. A partir de 7 de Julho, o debate intra-Minho terá mais um espaço na blogosfera. O Norteamos será um parceiro essencial, não só pela presença simultânea de 3 dos seus elementos em ambos os blogues, mas sobretudo pela conjugação de objectivos que existem entre os dois projectos.
.
Da falta de dinâmica da blogosfera minhota. Esta é uma região em que escasseiam blogues com capacidade de influir na agenda mediática nacional, espelho de uma terra sem políticos de nomeada capazes de a representar a todo o tempo. Há pouco quem pense o Minho e, sobretudo, quem pense no Minho. E há também um certo desviar das atenções dos blogues minhotos para a política nacional e os seus actores, esquecendo o que por cá se faz com grande valor dia após dia.


.
O que nos une enquanto Minho. Somos mais de um milhão de habitantes, unidos pela geografia, cultura e pelas tradições. O Governo é de Lisboa. O Norte tem sido o Porto (como tão bem se viu no último Prós e Contras). O que nos une é, portanto, a vontade de liderar uma região com identidade própria, capaz de tornar oportunidade todos os constrangimentos resultantes da asfixia que o Porto, por saber assumir-se na sua identidade e na sua autonomia, vem impondo à região Norte. Abaixo o provincianismo daqueles que, sendo Minho (e tantas vezes Alto Minho) querem ser Douro. Abaixo os minhotos de ocasião. Abaixo as guerras e divergências intra-Minho.


.
Libertar as amarras do Centralismo. Pareceu unânime, entre os presentes, que a Regionalização é o caminho. Mas regionalizar a qualquer custo e de qualquer modo não parece ser uma boa solução. O debate que há-de seguir-se ajudará a esclarecer os modelos e os mapas, mas pareceu consensual a ideia de fazer do Norte uma região de entre 7, num mapa em que as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto são regiões.


.
Futuro. (1) O BlogMinho (
http://blogminho.blogspot.com/) será, a partir do próximo dia 7 de Julho, o blog de discussão do Minho, contando com a participação de vários bloggers actuais e a chegada de pessoas novas com ideias diferentes à blogosfera. O blog centrará a discussão em 10 temáticas: Ambiente, Ciência e Tecnologia, Cultura e Tradições, Desenvolvimento Económico, Desporto, Projectos, Regionalização, Transportes e Comunicações, Turismo e Urbanismo. (2) Serão propostas aos meios de comunicação social regionais ideias concretas para maior dinamização da blogosfera e enriquecimento dos conteúdos. (3) O BlogMinho procurará o estabelecimento de parcerias com associações de debate cívico e intervenção social do Minho.(4) Dentro de 4 meses realizar-se-à uma nova iniciativa, com um tema mais específico a ser debatido com especialistas. Ponte de Lima será o local da próxima iniciativa.

5 comentários:

Suevo disse...

“O Norte tem sido o Porto (como tão bem se viu no último Prós e Contras).”

Se o “norte” tem sido o Porto, a responsabilidade é sem dúvida daqueles a quem voces proprios chama de “minhotos”.

“O que nos une é, portanto, a vontade de liderar uma região com identidade própria, capaz de tornar oportunidade todos os constrangimentos resultantes da asfixia que o Porto, por saber assumir-se na sua identidade e na sua autonomia, vem impondo à região Norte.”

Não tenho nada a ver com este blogue (norteamos), mas considero absolutamente lamentável que seja aqui publicado um texto destes.
É um texto que pretende colocar em causa o mapa das regiões.
Onde está a identidade própria minhota em relação ao fictício Douro Litoral?
Asfixia do Porto? O Porto é a única localidade do tal “Norte” que é favorável à regionalização. Mesmo o Porto deixa muito a desejar na defesa da sua autonomia, e principalmente na sua identidade, e o “resto” do “Norte” atacar o Porto é uma demonstração de VASSALAGEM a Lisboa doentia.

Não levem a mal a critica, mas com textos destes este blogue vai por um péssimo caminho.

joão sousa disse...

O que aqui foi escrito é bem verdade. Regionalização SIM, mas com um mapa diferente.

Suevo disse...

“Regionalização SIM, mas com um mapa diferente.”

Só para eu me poder rir um bocado, qual o mapa defendido por estas mentes iluminadas?

É que essa conversa de “regionalização sim, mas não esta regionalização” é típica de inimigos da regionalização, mais propriamente alguns cobardes do CDS-PP e do PSD.

Gostaria de saber quais os argumentos em que se baseiam para contestar o mapa, mas deve ser pedir demais. É que em questões culturais e identitarias vocês não se baseiam de certeza.

Com apoiantes destes a regionalização não precisa de adversários.

Suevo disse...

No tal blogue dizem o seguinte:

"Somos mais de um milhão de habitantes, unidos pela geografia, cultura e pelas tradições."

Gostaria de saber em que se distingue aquilo que para voces parece ser o "Douro Litoral" daquilo a que voces chamam "Minho" em termos geograficos, cultura e tradições.

Em termos historicos, culturais e etnicos o "Entre Douro e Minho" estiveram SEMPRE ligados atraves dos tempos, desde a cultura castreja, passando pela Gallaecia, Reino Suevo, reino de Leão, Condado Portucalense, e mesmo no estado portugues a provincia era "Entre Douro e Minho", o que diga-se até é um nome mais apropriado que "Norte".

Fica a questão.

Espectadora Atenta disse...

Parabéns pela excelente iniciativa da Blogsfera ao serviço do Desenvolvimento regional!

Leituras recomendadas