20070615

"Portugal é cada vez mais uma região transfronteiriça de Espanha"

Há aqui uma questão dramática e até começa a ser de soberania nacional. Com a diferença de IVA entre Portugal e Espanha, Portugal está cada vez mais uma região transfronteiriça de Espanha. Já há pessoas no Algarve que se vão abastecer a Sevilha uma vez por semana e no Porto vão a Vigo. Com esta diferença do IVA, a fronteira económica entre Portugal e Espanha tem-se vindo a reduzir. Aparentemente temos o IVA mais alto, mas a receita vai diminuindo com esta fuga para Espanha. É urgente mexer no IVA.

6 comentários:

Anónimo disse...

Só que os burocratas de Lisboa estão confortavelmente instalados nos seus gabinetes, pensam que este fenómeno não existe. Quem sofre é toda a estrutura comercial do nosso país, que mesmo que esmague os lucros, não tem hípótese face ao menores impostos espanhóis.

Anónimo disse...

e depois ainda vêm dizer que nao querem regionalizaçao porque pode afectar a coesão nacional lol é que sao ridiculos.
alem de com essa afirmaçao desprezarem e estarem-se nas tintas para o povo e para as regioes, tipo "a tua regiao e a tua familia é pobre, mas aguenta, nao podemos regionalizar porque primeiro esta a coesão nacional, se és pobre, tiveres uma vida miserável e ate morreres à fome, azar, é a vida".

Enfim..

Bem têm razões os espanhois e separatistas Galaicos ao dizer que Portugal é um pais ridiculo que nunca deveria ter existido. Repare-se que Portugal nem sequer é uma nação, mas um aglomerado de nações como Espanha
Portugal = metade da Galiza ou Galécia + metade da Lusitania + Al-Gharb
Não admira que achem que Portugal é uma aberração enquanto país.

Anónimo disse...

e nao admira que muitos portugueses nas fronteiras do norte queiram uma reunificaçao com a Galiza
nem admira que muitos lusitanos prefiram uma reunificaçao com a lusitania espanhola..

Pedro Menezes Simoes disse...

Provavelmente esses Galegos dizem que Portugal é um "país ridiculo" ao qual gostavam de pertencer...

Morais disse...

"com essa afirmaçao desprezarem e estarem-se nas tintas para o povo e para as regioes, tipo "a tua regiao e a tua familia é pobre, mas aguenta, nao podemos regionalizar porque primeiro esta a coesão nacional, se és pobre, tiveres uma vida miserável e ate morreres à fome, azar, é a vida"."

grande verdade, grande verdade


Pedro, pelo que percebi ele referia-se aos Galaicos do norte de Portugal. Repara:

"Bem têm razões os espanhois e separatistas Galaicos ao dizer que Portugal é um pais ridiculo"

Penso que os separatistas Galaicos são os que querem a independencia do norte de Portugal e os separatistas Galegos são os que querem a da Galiza.
E realmente é verdade, já vi vários nortenhos a ridicularizar a unidade Portuguesa. Aliás este blogue até ja meteu um artigo de um deles em que o titulo era qualquer coisa como "Desculpa, mas Portugal não é nação"

Pedro Menezes Simoes disse...

Morais - tens razão: estava escrito Galaicos e não Galegos. Eu percebi mal.

"Desculpa, mas Portugal não é nação"
Conheço os fundamentos históricos da teoria, mas não concordo de todo. A minha opinião é que os argumentos apresentados não são suficientes para justificar uma nacionalidade diferente, embora demonstrem uma etnoformação com especificidades em Portugal.

Mas mais tarde esclarecerei a minha opinião sobre o tema, suportado em dados históricos.

Leituras recomendadas