20070611

Mário Lino

"(...) Não é, por isso o momento de o criticar, mas antes o de o elogiar pela mudança do estado de espírito que nos deu o primeiro vislumbre de sensatez neste processo. Prefiro um ministro capaz de ouvir e de ter em conta argumentos do que um outro que, em nome da maioria que o sustenta ou do poder de que está investido, tome decisões porque sim. É certo que os "estudos" podem "desresponsabilizar" o ministro. Mas não é menos certo que, qualquer que seja a decisão,não é o ministro quem vai pagar a factura."

A ler, no Blasfémias

2 comentários:

Anónimo disse...

1) Os sucessivos governos não colocovam a hipótese de Alcochete por:
a) o "lobby" das F.A. (Forças Armadas) tinha muito peso. Mexia com muita coisa.
b)o movimento ecológico eraum contrapeso.

2) Não sou afavor nem contra o ministro, mas foi uma atitude sensata.

3) Uma questão: já alguém contabilizou quantos passageiros que desembarcaram na Portela se dirigiram para a margem Sul? Quantos empresários, turistas, homens de negócios, no fundo todo o tipo de passageiros, se dirigiram para o Centro/Norte, Lisboa e arredores? Um estudo de 3 meses seria um bom indicativo do fluxo de passageiros para cada margem do rio.

Cumprimentos,
João Moreira

Pedro Menezes Simoes disse...

3) A quase totalidade dos passageiros dirige-se à (ou vem da) parte norte da Grande Lisboa: Cidade de Lisboa, Estoril / Cascais, Oeiras e Sintra.

Em termos de turismo, até 2015 irão desenvolver-se os pólos do Oeste (mais próximo da Ota) e do Litoral Alentejano / Tróia (mais próximo da margem sul).

Dito isto, é obvio que é na margem norte que estão (e a que querem chegar) mais passageiros.

Mas esse ponto não é determinante. O importante é que o aeroporto esteja na proximidade da área mais povoada, e que a sua "catchment area" seja a maior possível (descontando-se a sobreposição com catchment areas de outros aeroportos nacionais: mais vale servir uma população sem aeroporto que assegurar 2 aeroportos à mesma população). Neste sentido, Alcochete não tem sobreposição com o ASC, e rouba passageiros a Badajoz.

O facto é que Alcochete está mesmo...ao virar da ponte!

Note-se que o aeroporto em Alcochete serve o Oeste e Tróia. A OTA só servia o Oeste.

Leituras recomendadas