20071026

As causas dos males da nação!

Surgiu hoje um artigo no JN acerca de um lançamento de um livro intitulado "A Sociedade da Desconfiança". Os autores concluem que somos dos mais ou os mais desconfiados da Europa:

"
Desconfiam os cidadãos e as empresas do Estado; e desconfia este dos outros. Este determina a burocracia a cumprir e isto implica custos."

No entanto, os autores também tiram outras conclusões:

"20% dos portugueses entendem que para se alcançar algum sucesso é preciso ser corrupto.

o comportamento registado entre os diplomatas de 146 países nas Nações Unidas no que respeita ao cumprimento das regras de trânsito,entre 1997 e 2005 - os diplomatas portugueses foram os que mais infracções cometeram mas beneficiando de imunidade.

Os portugueses não são os menos cívicos, mas apenas são ultrapassados por mexicanos e franceses, ocupando também a terceira posição entre os povos que acham legítimo receber apoios estatais indevidos (baixas por doença, subsídios de desemprego etc.), adquirir bens roubados ou aceitar favores no exercício das suas funções."

A meu ver, é esta mentalidade mesquinha e egoísta que nos causa o atraso. Infelizmente, na nossa líderança política é fácil encontrar os sintomas desta doença endémica. Acima de tudo o país precisa de honestidade.

3 comentários:

Anónimo disse...

www.huracandepalabras.blogspot.com

--------------------------
°°°°°°°°°°°°|\ I
°°°°°°°°°°°°|_\
°°°°°°°°°°°°|__\
°°°°°°°°°°°°|___\
°°°°°°°°°°°°|____\
°°°°° °°°°°°°|_____\
°°°°°°°°°°°°|______\
°°°°°°______|_______________
~~~~\ ____________________/~~~~
,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~* ¯´¨ ¨`*•~-.¸.. ....



__________________________________________

http://huracandepalabras.blogspot.com

Pedro Menezes Simoes disse...

Não admira que sejamos os mais desconfiados. Somos também os que melhor aceitamos todo o tipo de comportamentos ilegítimos.

Obrigado por trazer esta notícia. Diz muito sobre nós, e a origem dos nossos problemas.

O nosso Estado Central é muito mau. Mas isso deve-se apenas ao facto de nós sermos muito exigentes com o Estado. Muito reinvindicativos a pedir quando não temos direito, e muito passivos a impor aquilo a que temos direito.

Somos o povo "manguito". (aceitamos tudo passivamente, mas nas costas fazemos "manguitos" para "mostrar que não nos deixamos enganar"...)

sguna disse...

O estado central acaba por reflectir o país. Já ouvi muitas vezes a frase: "se eu estivesse no lugar deles, fazia o mesmo". Assim não saímos da cepa torta! Chegamos a este estado, em que não há alternativas políticas crediveis. Esta última greve do pilotos da TAP é um bom exemplo. Se é verdade que os motivos são o aumento da idade da reforma, então estes senhores são um bando de oportunistas. E como estes não faltam.

Leituras recomendadas