20070905

PROJECTO "VIA NUN´ÁLVARES"

Após um longo periodo de ausência, regresso para alertar para um facto que me parece de extrema relevância... Por intermédio do Arquitecto Alexandre Burmester, tive conhecimento do seguinte facto, o qual passo a divulgar:
"Como será do conhecimento geral, encontra-se em fase de Discussão Pública o Projecto intitulado de Via Nun`Alvares. Este projecto poderá ser consultado no site da Câmara do Porto. UOPG 1
Na próxima 5ª feira às 21:30 está marcada pela Junta de Freguesia de Nevogilde, uma reunião de esclarecimento e de instrução, para o projecto da Via Nun`Alvares. Esta reunião terá lugar no Centro Social Paroquial de S. Miguel de Nevogilde (Estúdio 400), sito à Rua Sá de Albergaria.

Tendo em consideração que:

o A área de intervenção da chamada Unidade de Operação, que a Câmara coloca em “Discussão Pública”, corresponde a quase 20% da área da Freguesia de Nevogilde. Esta operação intervirá não apenas sobre os residentes na Foz e Nevogilde, mas inclusive sobre o desenvolvimento da própria cidade;

o Dada a importância e a necessidade de dar de uma vez por todas uma solução aos baldios que se encontram no interior da freguesia de Nevogilde, e ainda de poder através deste projecto vir a contribuir para uma mais valia para a cidade, interessa que o Projecto venha a ter uma solução e não morra na “gaveta”, como tem sido hábito nos últimos 50 anos;

o A figura da “Discussão Pública” tem sido tratada pelas instituições como uma pró-forma e nada mais do que isso. Todos temos reclamado por uma melhor gestão camarária, pela cada vez maior obrigatoriedade de as Autarquias terem de ser geridas por processos mais “Transparentes” e “Democráticos”. Estes instrumentos garantem aos gestores públicos e aos técnicos, melhor capacidade de resposta, e garantem aos cidadãos a possibilidade de intervirem e de garantirem os seus interesses e expectativas, numa verdadeira democracia urbana.

o O Vereador Lino Ferreira, comprometeu-se a levar a séria esta Discussão, tendo dito publicamente que se fosse necessário estenderia o prazo previsto na lei de 22 dias úteis (que terminam no próximo dia 14).

A todos os interessados sejam os moradores das Freguesias envolvidas ou não, a todos os que reclamam do exercício Democrático, e ainda aos Gestores públicos e aos Políticos, façam uso dessa oportunidade. Penso que é um assunto que interessa a todos os Portuenses...

5 comentários:

Pedro Menezes Simoes disse...

Obrigado pela informação. No entanto creio que é mais adequado à "Baixa do Porto".

De qualquer forma, irei entregar a minha sugestão de assegurar uma ciclovia : )

Espectadora Atenta disse...

caro Pedro
Obrigada pelo seu comentário! Por favor tente mesmo assegurar uma ciclovia, porque pelo que sei não vai ser fácil...
Talvez fosse mais adequado ao da Baixa do porto, mas como é neste blogue que escrevo e sei que muitos portuenses estão atentos como eu, nada melhor do que passar a mensagem, ou pelo menos tentar...
Obrigada

António Topa Gomes disse...

Parabéns pela forma democrática como alertou para o assunto. O convite à participação e não uma tentativa de imposição de opinião é um exemplo de civismo e democracia:

Ventanias disse...

Importante apelo à participação, que é como quem diz à responsabilização pessoal e colectiva. O nosso bem estar, se não formos nós a fazê-lo, ninguém o fará por nós. Bem haja.

Acrescento que, durante as minhas férias e porque sou originário dessa zona do Porto, tive conhecimento de que existiriam movimentações para evitar a contrução da Av. Nun'Álvares, com o objetivo de beneficiar projectos imobiliários para a zona.

Há, assim, mais do que uma razão para se participar no referido debate.

Espectadora Atenta disse...

caros colegas de blog e caro Antonio Topa Gomes
Agredeço a simpatia com que me "acolheram" de novo... Penso que a utilidade da blogsfera passa também por uma informação séria, sem qualquer intenção de influenciar e impor opiniões. É importante elucidar os cidadãos do Porto sobre esta matéria porque vai interferir a nivel urbanistico numa das zonas mais bonitas da cidade. É importante que se saiba do que se passa a nível de projectos para a cidade e é importante que, antes de qualquer participação em movimentos, se tenha noção do que está verdadeiramente em causa,
Atenciosamente,

Leituras recomendadas