20080513

Para que percebam bem o que está realmente em causa

Receitas dos clubes




"O futebol é talvez a área em que o centralismo se mostra menos eficaz" - Bruno Prata "Olhares Cruzados Sobre o Porto"



Patrocinadores do FC Porto garantem retorno de 100 milhões

O FC Porto recorreu à «super flash» para dar mais visibilidade aos patrocinadores.
Patrocinadores do FC Porto garantem retorno de 100 milhões.

O FC Porto terá garantido cerca de 100 milhões de euros de retorno aos seus patrocinadores no primeiro semestre da época, segundo um estudo da consultora Cision. Paralelamente, o clube assegurou, com esses contratos, 6,5 milhões de euros de receitas.
Os quatro patrocinadores principais do clube - PT, BES, Revigrés e Nike - garantiram um retorno mensal de 2,4 milhões de euros, tendo os patrocinadores «platinum» - Carlsberg, Toyota, Império Bonança, BPI, Dolce Vita, Sacoor e Dragão Mobile - conseguido o valor mensal de 885 mil euros em igual período.

Os equipamentos oficiais são os que proporcionam maior retorno às marcas, seguidos das conferências de imprensa, da publicidade estática, do equipamento de treino e da «super flash», uma mini-conferência de imprensa que tem por objectivo dar visibilidade aos patrocinadores.


As receitas de publicidade e sponsoring do FC Porto na época 2006/2007 atingiram os 11,4 milhões de euros, um aumento de 25,3% em relação ao ano anterior.





O FC Porto foi o clube português que mais receitas de publicidade e patrocínios arrecadou nas últimas três épocas – um total de 31 milhões de euros, superior ao Benfica, que recebeu 29,56 milhões de euros. A distância considerável ficou o Sporting, que obteve uma receita de 12,98 milhões de euros.A vitória portista, também neste campeonato, reflecte um facto incontornável: nos últimos cinco anos, foi campeão quatro vezes, contra uma do Benfica. Não deixa, no entanto, de causar alguma surpresa que a capacidade de angariação de publicidade e patrocínios do FC Porto já ultrapasse a do Benfica, que é o clube com maior massa de adeptos no País, a distância considerável dos seus rivais, e, como tal, um alvo mais atractivo para as principais marcas e “sponsors".


Fonte:JornalRecord






6 comentários:

sguna disse...

Eu acho que o FCP devia gastar menos em internet e pagar o que deve ao estado, visto que é o alvo de tantos recursos da nossa "justiça"

Zé Luís disse...

Não me surpreendem os números, mas desconfio da fonte. O Rascord deu uma notícia dessas do FC Porto? Quê? Mudou a cretina Direcção e os totós dos chefinhos que lá abundam? Isso sim, seria (boa) notícia...

dragao vila pouca disse...

Não está mal não senhor, para um clube regional de província...belos números.
Esse meu caro é que é o verdadeiro problema o F.C.Porto está muito à frente. Dragon Tour, Dragon Dream, Dragon Force, Dragon Seat, Via Azul, Visão 611, etc., é muita areia para a camioneta dos clubes de Lisboa. Depois coitados têm de fazer apelos a tudo para travar a onde de vitórias que não vai parar. Os alicerces são sólidos, é um conjuntura que é como as pilhas Durecell, dura, dura...
Um abraço

Jose Silva disse...

Pois António,

A cobiça de Lisboa, a tentativa de drenar mais este sector/negócio em nada difere da drenagem de voos do ASC ou da centralização da gestão do QREN horizontal.

Abraços

Pedro Menezes Simoes disse...

"do Benfica, que é o clube com maior massa de adeptos no País, a distância considerável dos seus rivais"

Isto é cada vez menos verdade. Convinha fazer um estudo de mercado para actualizar esta ideia. Mas não com a metodologia do último. Sondagens nas imediações do estádio da luz não têm grande validade. O estranho foi encontrar 40% de não benfiquistas nas redondezas do estádio...

osso disse...

A super flash do Porto, é o final da época. Quando enquanto uns falam de despedidas nós levantamos o caneco. Sei que os tempos de audiência de despedidas e campeonatos são bem diferentes, com benefício para as despedidas. Assim o foi ao longo de toda a época, com largo benefício para aqueles que jogam de vermelho em transmissões de sinal aberto (e quiçà mesmo em sinal fechado).
Azar de uns, mérito de outros, é que a maior notoriedade não é obtida por vontade mas sim por mérito. Assim a passagem pela Champions, com sucesso, dá muito mais lucro do que as passagens inglórias.

Assim, não vale! É melhor rebentar a bomba, e começar de novo.

Leituras recomendadas