20081110

O jovem e bravo elefante

Era uma vez um jovem e bravo elefante. Era ambicioso e destacava-se na manada. Nunca voltava as costas a nada e liderava sempre as deslocações que esta fazia na reserva zoológica do sul de África. Começou a ser notado entre os membros mais velhos. Certo dia, estes, aproveitaram o ímpeto do mais novo e empurraram-no contra as cercas electricas da reserva. O jovem elefante morreu. E os mais velhos atingiram os seus objectivos, fugir da reserva.

Francamente, felicito «os nossos elefantes» pela genial e mediática jogada de 6ªfeira. E espero que meditem nesta pequena história.

2 comentários:

Diogo disse...

No Daily Show de Jon Stewart, Eugene Jarecki desmonta as esperanças ingénuas dos apoiantes de Barack Obama

Jarecki: O que aconteceu foi que o nosso país mudou. O meu livro mostra como o estilo de guerra americano substituiu o estilo de vida americano… Os Constitucionalistas queriam uma República modesta, que não andasse sempre em guerra, pois sabiam – pelos Britânicos – que, se o país se envolver constantemente em guerras, o Presidente vai dizer mais frequentemente ao povo: "É tempo de guerra. Não há tempo para liberdades cívicas, não há tempo para deliberar, não há tempo para decisões racionais." Não queriam isso. Disseram: "Foi assim no tempo dos Britânicos. Criemos um Governo inteligente, que não possa estar sempre em guerra."

Stewart: Qual o máximo de tempo que estivemos neste país sem participar em alguma guerra?

Jarecki: No últimos 200 anos, um ou dois anos. Foram feitos estudos. É um estado de guerra permanente e, de certa forma, é terrível, mas é algo que todos podemos mudar.

Stewart: Não vê isto como uma questão entre Democratas e Republicanos. É o tipo de coisa que ambos os partidos… Este envolvimento dos lóbistas com as empresas não muda muito de Administração para Administração.

Jarecki: Não, de todo. As forças que controlam a nossa entrada ou não numa guerra, francamente não querem saber quem está na Casa Branca, quem está na Sala Oval,. Interessa-lhes o paradigma, a ideia de soberania americana no mundo, a forma como nos impomos e espalhamos a nossa marca.

Vídeo legendado em português

Suevo disse...

O problema é que os mais velhos brevemente não terão para onde fugir.

Leituras recomendadas