20080427

Centralisses - ASAE multa Junta de Freguesia por não subsidiar o Estado Central

"A junta de freguesia da Ericeira está a usar óleos reciclados para a produção de biodisel, que depois usa para abastecer carros do lixo, mas foi multada em sete mil euros pelo Estado por não estar a usar combustíveis fósseis. (...) «Fiz todos os esforços para me legalizar e, depois de preencher uma série de requisitos, fiquei espantado ao deparar que a quota está esgotada no país», disse Joaquim Casado. Depois disso, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) multou a junta de freguesia em sete mil euros por lesar o Estado, ao «deixar de comprar combustíveis fósseis», porque ao não os comprar, o Estado «não arrecada a percentagem de 50 por cento»." - na TSF, via Blasfemias

Pelo sim, pelo não, vou deixar de andar de metro. E a pé, só vou até ao carro. A mim não me apanham. Não quero ser multado por lesar o Estado. Comprar combustíveis fósseis é, antes de mais, uma obrigação de qualquer cidadão cumpridor. E não esquecer nunca os 50% da máfi...quer dizer, do Estado.

P.S. Pergunta: Porque é que existem quotas para biocombustíveis? Resposta: Para criar um monopólio protegido pelo Estado para as empresas que ocuparam essas quotas.

33 anos depois do 25 de Abril, a política de condicionamento industrial ainda não acabou. Continua a não existir liberdade para a iniciativa privada. Nem para a iniciativa pública local. Antes chamavam-lhe fascismo. Hoje, socialismo. Seja qual for o nome, em muitos aspectos ainda somos um país totalitário.

3 comentários:

Jose Silva disse...

Excelente Pedro,

De facto há um padrão: Colectivização dos custos, privatização das receitas (neste caso a Galp).

Ralf disse...

Prezado Pedro,
todos os países são totalitários !
A diferença é uma outra:
Se há impostos sobre trabalho/exportação/caça/impresso de dinheiro/prendas para filhos/combustível ....lógico, que não-trabalhar, não-pagar-em-dinheiro (os trabalhadores), ser forreta, utilizar azeite para conduzir é considerado "crime".
No caso contrário há "multas" (impostos) sobre não-trabalhar.....
Lembra-se deste sistema ?
Ouro e postos de trabalho e dinheiro sem "inflação" mas (na opinião publica portuguesa)considerado: ditadura !
Ralf

Pedro Menezes Simoes disse...

O mais irónico de tudo, é que a haver "racionamento", este deveria recair sobre os combustíveis fósseis. Por questões ambientais e de balança externa.

Temos a máxima da china: 1 país, 2 sistemas. Socialismo para regulamentar monopólios. Liberalismo para atribuí-los a privados. Resultado: monopólios privados protegidos pelo Estado.

Para não falar nos impostos ao nível do socialismo e serviço público ao nível do liberalismo.

Assim não dá. Ou um, ou outro. O pior dos 2 é que não.

Leituras recomendadas