20081021

PIDDAC 2009

Dotações do PIDDAC 2009 para alguns Concelhos significativos :



Fonte: OE/PIDDAC 2009

Eu nem me dou sequer ao trabalho de calcular a relação investimento por habitante para, por exemplo, os concelhos de Porto e Gaia, aos quais pertencem, respectivamente, a segunda e terceira cidades mais populosas do País. Ou então, no entender de muitos, uns pelas melhores e outros pelas piores razões, uma única cidade, a mais populosa de Portugal. No entanto, fico à espera das pavlovianas reacções do costume. Aposto que não haverá imediatas republicações desta imagem em certos espaços. E aposto singelo contra dobrado!

6 comentários:

Pedro Morgado disse...

Lamento a pessoalização da discussão. Ficaria melhor assumir o erro do mapa publicado anteriormente.

Pedro Menezes Simoes disse...

António, dois comentários:
1- está numa lógica provocadora desproporcionada face aos comentários que recebeu no post anterior.

2- Embora o Governo chegue a inscrever no PIDDAC o investimento em iluminação de campos de futebol pelados, discordo que a análise por concelhos seja legítima. Aliás. até a análise por distritos isolados é errónio (o adequado são grupos de distritos). Qualquer dia estamos a fazer a análise por freguesia e a dizer que há algumas que não recebem nada. O papel do Governo nacional não é fazer investimentos locais. É fazer investimentos intermunicipais, regionais e nacionais.

O grande problema é que o PIDDAC continua a incluir investimentos locais...

sguna disse...

Os investimentos no país não deviam ser somente vistos em termos de gastos por habitante. Esta forma nunca será justa, devido às diferenças entre as diversas "áreas" do país. Deve-se gastar o dinheiro onde há mais carências. Desta forma, Lisboa, Porto, Litoral deveriam ser menos prioritisados em relação ao interior.

António Alves disse...

Meus caros,

Limitei-me a manipular números, do mesmo modo que alguns manipulam a associação de um mapa ao suposto 'centralismo' do Porto, para demonstrar a desonestidade intelectual com que alguns encaram estas questões. Estou farto da estupidez portofoba e do paroquialismo néscio de pessoas como o senhor Pedro Morgado. Como se um qualquer putativo erro num mapa fosse razão suficiente para ele saltar, qual mastim raivoso de dentes afiados, a terreiro espumando e rosnando. Estou farto destes comportamentos inconsequentes e prejudiciais e não caminho nesta causa ao lado de tal gente. Não dou mais para esse peditório! Aliás, cada vez mais me convenço que o Porto, entendido aqui como a Grande Área Metropolitana, perde tempo e energias a tentar motivar 'este' Norte para melhor um destino comum. O melhor é cada um tratar da sua vida. E aí já nós sabemos quem mais perde.

António Alves disse...

ahh... e já agora, concordo com o sguna

FJ disse...

Só um esclarecimento em relação à hierarquia das cidades(em população). Ou consideramos as cidades como concelhos ou como Grandes Áreas Metropolitanas(GAM).

Se considerarmos as GAM:

1ªLisboa 2.675.000 habitantes
2ªPorto 1.679.854
3ªMinho 798.043
4ªCoimbra 455.356
5ªAlgarve 411.513
6ªAveiro 364.973
7ªViseu 354.162

Se considerarmos os concelhos:

1ºLisboa 564.657
2ºSintra 363.749
3ºGaia 307.444
4ºPorto 240.000
5ºLoures 199.059
6ºAmadora 175.872
7ºBraga 175.063

É errado dizer que o Porto é a 2ª maior cidade e Gaia a 3ª. Se Gaia é considerado uma cidade, então Porto é a 4ª maior cidade.

Leituras recomendadas