20090225

A «máfia» atacará o Ouro do Banco de Portugal ?


O relatório da BCA Research (via Balancedscorecard.blogspot.com) da conta que Portugal tem, a seguir à Islandia, o maior risco de revisão em baixo dos ratings da dívida pública (considerar gráfico acima publicado). Além de significar que as afirmações governamentais sobre a situação financeira nacional são pura aldrabice, significa também, como tenho referido frequentemente, que não há espaço para investimentos públicos de elevada dimensão, nem para sustentar o super estado central actual nem para Regionalizar sem previamente eliminar funções e estruturas da administração central e local. A não ser que se queira usar as reservas de ouro do BP, em valorização, que fazem de Portugal um dos paises com mais garantias num cenário de desvalorização competitiva de moedas (via descida da taxa de juro) e proteccionismo em que vivemos.
Serão as reservas de ouro de Salazar a salvação para os negócios da «máfia» que circula o Terreiro do Paço ?


Reblog this post [with Zemanta]

2 comentários:

Carlos Santos disse...

Desconhecia o espaço, e entra já na minha lista.
Sem querer abusar eu acho que se assustava se pusesse no gráfico o leste Europeu, com o rating avaliado pelos Credit Default Swaps. A meu ver é o primeiro risco real de desestabilização do euro e da UEM.
Não me leve a mal se o convidar a comentar deixando o link:
http://ovalordasideias.blogspot.com/2009/02/europa-de-leste-reforco-da-uniao-ou.html

Abraço,
Carlos Santos

Ventanias disse...

Infelizmente, caros colegas, parece-me que pouca gente está ver, ou a querer ver, o que isto tudo significa...

Vem aí tempos de muita necessidade para toda a criatividade possível; cheira-me que essa ideia do ouro não ficará só à mercê dos mafiosos...

Leituras recomendadas