20080801

O modus operandi do centralismo

A Norte, forças políticas, económicas e sociais manifestam às claras as suas intenções quanto ao assunto Aeroporto Sá Carneiro. A sul, as forças do centralismo, através dos seus factotum na ANA, libertam de modo dissimulado e clandestino partes de supostos estudos que ainda ninguém viu apesar de insistentes pedidos nesse sentido. Absolutamente paradigamático acerca do comportamento de certa 'gente'.

2 comentários:

Mario disse...

Sempre a queixarmo-nos.......

De quem é a culpa?

De onde são naturais os responsáveis pelo centralismo???

Do Norte e do Centro a grande maioria.. traumatizados e complexados...

chegam a Lisboa e ficam envaidecidos e drogados com a pompa de Lisboa e atraiçoam aqueles que tão orgulhosamente neles confiaram... e envergonhados das suas origens... quais parolos incógnitos de pai e mãe .. quando lhes perguntam de onde são ... respondem ... de Cascais.. e até estão de acordo com os homosexuais e o seu casamento...isso sim é progresso e desenvolvimento

sguna disse...

Se o aeroporto que serve as zonas mais densamente povoadas do país não consegue dar lucro, isso revela o falhanço total do país.

Leituras recomendadas